Ordem dos Advogados do Brasil - Uruguaiana - RS
Segunda-feira, 15 de julho de 2019.
Notícias ››  

Piratini segue exemplo da OAB/RS e ingressa com ação no STF pela revisão da dívida do Estado

publicada em 24 de setembro de 2015
Seguindo o exemplo da OAB/RS, o Piratini ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para angariar uma solução efetiva para um problema histórico e injusto: a revisão da dívida do Estado com a União. A medida foi anunciada nesta quarta-feira (23).

O vice-presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, saudou a iniciativa, entretanto lamentou que o Executivo não se somou à Ação Civil Originária (ACO 2059), ajuizada pela Ordem gaúcha já em 2012, e que pode ser apreciada a qualquer momento. “A OAB/RS ajuizou a mesma ação faz três anos. Por que os governos demoraram tanto para judicializar o pagamento desta dívida que tem custado a vida dos gaúchos pelo que se retira de investimento em segurança e saúde?”, questionou.

O dirigente enfatizou ainda que a ação da Ordem gaúcha já está sob a relatoria da ministra Rosa Weber e o agravamento da crise financeira estadual pode ser fundamental para que a decisão do STF seja favorável à ação proposta pela Ordem gaúcha. “A nossa ação possui uma tramitação mais avançada e não suportaremos mais termos a elevada carga tributária, uma das maiores do mundo. De 1999 a 2011, nós tivemos uma inflação que estava em torno de 130% e, no mesmo período, o contrato da dívida com a União Federal ultrapassou 600%. Precisamos chegar no STF e na União Federal e afirmar que o RS, e não este ou aquele governo, vive uma situação absolutamente dramática”, justificou Lamachia.

Ação pioneira

A OAB/RS, preocupada com a saúde financeira que compromete todos os segmentos da cidadania do Estado, defende, desde 2012, que é inconcebível que 13% da receita líquida estadual seja destinada à União.

Conforme o presidente da entidade, Marcelo Bertoluci, a ação da entidade foi apresentada aos governadores anterior e atual. “Convictos da importância dessa pauta, também encampamos uma mobilização interinstitucional. A dívida, contratada há 18 anos, refere-se à soma de R$ 10 bilhões. Os pagamentos realizados até 2011 já somaram R$ 15 bilhões. Mesmo assim, o saldo devedor é, hoje, de R$ 40 bilhões”, afirmou.

Entre os itens, a ação da OAB/RS pretende alterar a forma de pagamento da dívida, com exclusão do critério que prevê o cálculo das prestações mensais com base na Tabela Price, adotando-se método em que, primeiro, se amortize o saldo devedor mediante redução do valor relativo à prestação paga; que se busque substituir o IGPDI pelo IPCA; que se proíba a cobrança de juros sobre juros para que seja refeito o cálculo da dívida para fins de apuração dos valores que seriam efetivamente devidos; e que se proponha definir o pagamento mensal pelo Estado para que não ultrapasse 10% da receita líquida.

Liziane Lima
Jornalista – MTB 14.717

Fonte: OAB/RS

Versão para impressão Envie para um amigo Deixe seu comentário
| Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus ato

Envie esta notícia para seus amigos

Seu nome:
Seu e-mail:
Enviar para:
envie para vários e-mails separando-os com vírgula

Deixe seu comentário sobre esta notícia

Seu nome:
Seu e-mail:
Escreva seu comentário:
0 caracteres utilizados. Máximo 100 caracteres.

Digite o código contido na imagem ao lado:
Caso não consiga ler o texto da imagem, clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››


Contato

Endereço
Rua General Hipólito, 3464
· Uruguaiana - RS - Brasil
CEP 97510230
Telefone
Fone: +55 55 3412-3780

Fax: +55 55 3411-0116